Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
Regressar a Blog

O Dia de um Guia de Turismo - Experiências e Vivências

a group of people standing in front of a mountain

Sou uma das duas guias de turismo da nossa empresa. Faço tours há dois anos e é um trabalho que, naturalmente, me proporcionou momentos de todos os tipos.

Na altura em que comecei apercebi-me logo que seria um trabalho com futuro promissor, para durar. Sendo jovem (tenho 28 anos) sentir a segurança de poder trabalhar no mesmo sítio durante muitos anos foi algo que me agradou muito. Desde logo o nosso chefe (O Hélio) também me fez sentir que tinha a intenção de criar uma empresa em que todos se sentissem bem, com perspectivas de futuro e objectivos de crescimento. Sabemos bem que encontrar um emprego estável hoje em dia é muito difícil e causa stress aos menos experientes. Nunca cheguei a sentir esse stress aqui e esta oportunidade permitiu que eu saltasse muitos passos de preocupação que sei que iria ter a trabalhar com outras empresas.

Vinda de uma área que não é o turismo, houve um período de adaptação a esta profissão, que incluiu aprender e habituar-me a uma série de coisas a fazer no dia-a-dia de trabalho: estudar informações históricas e geográficas, factos interessantes, conhecer o melhor possível as culturas de todos os países para que houvesse alguma familiaridade nas conversas com os clientes, conhecer os roteiros, saber os percursos… Muito a fazer, não é? Ser guia é isso mesmo. Ser “multitasking”, atento, solícito e flexível. No mesmo dia fazemos de tudo, desde: conduzir, informar, entreter, responder a perguntas, gerir o tempo para que os horários sejam cumpridos e higienizar as viaturas para o dia seguinte.

É de facto um trabalho exigente!

Como tal, é preciso que existam muitos pontos positivos para que as pessoas se mantenham motivadas e energéticas. A melhor coisa que me proporciona este trabalho são as amizades com os clientes. Não há nada mais positivo do que me dizerem que o melhor dia de férias enquanto no Porto foi aquele que passaram comigo e com o nosso pequeno grupo. Tenho clientes que meses depois do nosso passeio me enviam mensagens ou emails com fotos nossas. Estes momentos fazem todas as dificuldades valerem a pena. Fazem-me sentir que estou a fazer um excelente trabalho e motiva-me a ser sempre a melhor guia possível.

Com este testemunho quero que fique seguro de que ao viajar connosco está a viajar com pessoas que amam o seu trabalho e  fazem questão de lhe proporcionar momentos e memórias que levará para a vida!

 

Texto de Cheila Oliveira, guia turística na Oporto Road Trips

 

Skip to toolbar